Saltar para conteúdo principal

A Festa 20 anos da Convenção UNESCO | Portugal Imaterial

Notícias

17 22 out.

Para assinalar os 20 anos da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da UNESCO, que se comemora a 17 de outubro, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) organizou a iniciativa “FESTA”, envolvendo membros da Rede Nacional do Património Cultural Imaterial e dinamizadores de dezenas de manifestações inscritas no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (INPCI).

   

As comemorações tiveram início com um programa descentralizado por todo o país, que decorreu entre 17 e 22 de outubro, com a realização de cerca de 60 atividades que pretendem promover a salvaguarda, a valorização e a divulgação do património cultural imaterial em Portugal.

   

Para além do programa nacional, a DGPC organizou a iniciativa a “FESTA” nos dias 20, 21 e 22 de outubro no Museu Nacional do Traje, em Lisboa. No espaço do Museu e do Jardim Botânico do Monteiro-Mor, no Lumiar, o público teve oportunidade de interagir com parceiros, proponentes e participantes de 29 manifestações de património cultural imaterial, através de um programa diferenciado que incluiu performances como de Cante Alentejano, Dança de Pauliteiros de Miranda, espetáculos de fado, oficinas e demonstrações ao vivo, peças de teatro, visitas guiadas, exposições, debates, projeções de filmes ou até concertos de bandas como a Expresso Transatlântico.

   

A Direção-Geral das Artes através do Programa Saber Fazer marcou presença no dia 21 de outubro no Museu do Traje. Maria João Ferreira apresentou a missão, objetivos e linhas de atuação prioritárias em desenvolvimento no âmbito do período de implementação do Programa Nacional Saber Fazer.

   

A plataforma digital Saber Fazer, a face mais visível do Programa, dá referências das atividades artesanais tradicionais existentes em Portugal, articulando as diferentes artes com entidades, espaços criativos, documentos bibliográficos, projetos independentes e sugestão de recursos e leituras. Através de Rotas temáticas o visitante pode aceder aos diversos pontos de interesse no território, um convite a explorar este universo sem barreiras: desde a descoberta até à experiência prática.  

   

Encontram-se em desenvolvimento Laboratórios de Intervenção Territorial que consistem em propostas de dinamização dos lugares das práticas artesanais proporcionando e potenciando o encontro de entidades de diferentes regiões do país, num espírito de partilha informal de experiências e saberes em vários domínios como o da produção, investigação, promoção, valorização e transmissão de conhecimento. Estes integram ainda o convite à experimentação e iniciação promovendo práticas de consumo responsável através das artes tradicionais.

   

A “FESTA” é uma iniciativa coordenada pela DGPC, com a parceria institucional da Comissão Nacional da UNESCO. No Museu Nacional do Traje, a iniciativa é coorganizada com a Fundação INATEL, a Junta de Freguesia do Lumiar e o Museu Nacional do Traje. 

   

Programa Completo

Outras notícias

23 26 nov.

Programa Saber Fazer Apresenta Peças de 54 Artesãos no Luxemburgo

4ª Edição da Bienal de Mains de Maîtres

Saber mais

23 27 nov.

"Produção artesanal portuguesa: a atualidade do saber fazer ancestral” abriu hoje ao público

Saber mais

22 27 nov.

Espaço Fazer Inaugura Oficinas Artesanais na Bienal do Luxemburgo

Saber mais

02 03 nov.

Congresso Internacional - A Salvaguarda do Património Imaterial: políticas e práticas para as próximas décadas

O Congresso Internacional - A Salvaguarda do Património Imaterial: políticas e práticas para as próximas décadas pretende assinalar os 20 anos sobre a aprovação da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da UNESCO e os 10 anos sobre a criação da Cátedra UNESCO em Património Imaterial e Saber-Fazer Tradicional: Ligando Patrimónios, sediada na Universidade de Évora.

Saber mais

19 21 out.

Laboratório de Intervenção Territorial | O Fio de seda: Saberes partilhados

A Direção-Geral das Artes, através do Programa Saber Fazer é coorganizador da iniciativa “O Fio de seda: Saberes partilhados” juntamente com o @Município de Castelo Branco.

Saber mais

13 14 out.

Laboratório de Intervenção Territorial | Palitos de Lorvão: Saberes Partilhados

A Direção-Geral das Artes, através do Programa Saber Fazer é coorganizador da iniciativa “Palitos de Lorvão: Saberes Partilhados” juntamente com o Município de Penacova para a valorização e promoção do processo de produção artesanal de palitos de Lorvão

Saber mais

09 out.

Apresentação da exposição “Produção Artesanal Portuguesa"

Na próxima segunda-feira, 9 de outubro, será apresentada a Exposição "Produção artesanal portuguesa: a atualidade do saber fazer ancestral" que representará Portugal na 4ª edição da Bienal De Mains de Maîtres sob o tema O Gesto e o Território. A sessão, que decorrerá no auditório da Biblioteca Nacional de Portugal, às 14h30, contará com a presença da Secretária de Estado da Cultura, Isabel Cordeiro, do Diretor-Geral das Artes, Américo Rodrigues e do Comissário-Geral da Bienal, Jean-Marc Dimanche.

Saber mais

15 23 set.

Apanhar o Tempo: Encontros do barro negro de Castro Daire: Oficina, Conferência, Exposição

Os Encontros do Barro Negro são enquadrados na forma de Laboratório de Intervenção Territorial (LIT), uma proposta do Programa Nacional Saber Fazer que visa a dinamização dos lugares das práticas artesanais através do encontro, da cocriação e da interdisciplinaridade; a integração da produção artesanal na promoção comercial do património cultural, e viabilizar o acesso aos produtos e serviços artesanais de forma contextualizada, informada e criativa.

Saber mais