Saltar para conteúdo principal

Bordado de Crivo de São Miguel da Carreira

Práticas
©Câmara Municipal de Barcelos

A arte de bordar e tecer é uma tradição no concelho de Barcelos, em particular na freguesia de Carreira, sendo o Bordado de Crivo de S. Miguel da Carreira uma tradição antiga, com características muito próprias que o diferencia dos restantes bordados minhotos. 

O Bordado de Crivo é um bordado a branco, cuja particularidade está na leveza que adquire, devido ao facto de se desfiar grande parte do linho de base, formando uma teia aberta, sobre o qual se bordam os motivos, e do qual surgem peças de grande e rara beleza (LIMA, 1995: 99).

O linho que está na base das criações deste tipo de bordado, é uma produção antiquíssima nas sociedades tradicionais do Portugal rural. É em Barcelos, na região sudeste do concelho, que se encontram ainda enraizados os Bordados de Crivo, que foram passando por herança de gerações em gerações de famílias, especialmente na freguesia de S. Miguel da Carreira.

A referência mais antiga à produção na freguesia de S. Miguel da Carreira data de 1886. Trata-se de uma toalha da autoria da bordadeira Ermelinda da Silva Leitão, que faleceu com 68 anos, a 11 de novembro de 1929 nesta freguesia. Esta peça com mais de 130 anos foi legada a uma sobrinha da referida bordadeira e é um extraordinário exemplo da antiguidade desta produção.

Muitas foram as mulheres deste concelho que na sua infância aprenderam a fazer este emblemático bordado. E fizeram-no através dos ensinamentos das suas mães, pessoas amigas ou vizinhas, bordadeiras mais experientes, que nas soleiras das suas casas juntavam grandes grupos de jovens e senhoras, que tinham nesta arte uma forma de obter um rendimento extra que lhes permitisse um certo desafogo na economia familiar.

O Bordado de Crivo de São Miguel da Carreira assume notoriedade nacional e internacional, quando algumas artesãs começam a integrar o circuito das feiras em meados do séc. XX.

Este bordado, que em Portugal tem o nome de Crivo, é  feito sobre tecido desfiado que resulta na criação de uma quadrícula, com aspecto de rede. Neste bordado, os fios removidos da trama e da teia só são cortados ou “rapados”, quando já estão todos desfiados. Depois de criada a rede ou “grade”, todos os quadradinhos são rematados com um pequeno ponto que é realizado na diagonal, operação a que se chama “tecer” o crivo. Para além do crivo, este bordado apresenta alguns pontos de agulha e alguns elementos decorativos, tais como: o ponto boleio, o ponto de recorte ou serrilha, o ponto rolinho, o ponto cheio, o ilhó e a aranha. Os motivos são vários, desde os florais e vegetalistas aos geométricos.

O Bordado de Crivo de S. Miguel da Carreira é muito usado em peças para decoração das casas, como toalhas de mesa, jogos de cama, toalhas de batismo e toalhas para os altares das igrejas. Mas, também, são feitas aplicações em peças de roupa como aventais, punhos, camisas de homem e camisas de senhora.

O Bordado de Crivo é complexo e a sua construção passa por várias fases. Começa pelo  riscar com lápis diretamente no tecido, que depois é alinhavado. De seguida é feito o boleio ou cordão exterior, e a marcação através do cortar fios e deixar os fios. Depois tiram-se os fios e passa-se à fase do tecer e do bordar. O trabalho fica pronto depois de lavado, engomado e de cortados os excessos, mediante o recurso a uma tesoura.

O Bordado de Crivo é, maioritariamente, feito em panos de 100% linho e são utilizadas diversas espessuras de linha para a concretização desta técnica de bordar. Também são usados lápis e, por vezes, moldes para os desenhos. Para uma melhor realização do bordado a bordadeira prende o pano numa almofada de trapos, com alfinetes de cabeça.

Atualmente o Bordado de Crivo de S. Miguel da Carreira é uma produção certificada e encontra-se em processo de consulta pública para a sua classificação a Património Cultural Imaterial Nacional.

O Município de Barcelos tem vindo a realizar ações de valorização do Bordado de Crivo e de incentivo à sua continuidade, tais como a realização de Workshops Formativos. Estas ações são realizadas pelas bordadeiras certificadas que existem no concelho de Barcelos.

Para além disto, pretende-se promover a inovação nesta produção de forma responsável e sustentável com iniciativas que ligam a aplicação do Bordado de Crivo ao mundo da moda, com a criação de novos motivos decorativos e com a utilização de cores diferentes das mais usuais, mas sempre numa perspetiva monocromática.  

  

Texto cedido pela Câmara Municipal de Barcelos

  

Bibliografia

  • CMB (2010). Exposição “Décadas Marcantes da Moda no Século XX – 1910-1979”
  • CUNHA, Manuel Celso da Silva (1961). Minho – Cartaz Típico (Prosa e Verso). Barcelos: Tipografia Gil Vicente, p. 171
  • Escola Preparatória de Barcelos/ Centro de Estágio de Educação Visual (1979). Artes e Tradições de Barcelos. Coleção Arte e artistas, n.º 1. Lisboa: Terra Livre
  • FIGUEIREDO, Maria do Pilar (2000). Cambeses e o seu couto. Apontamentos para uma monografia. Barcelos: Papelmunde, p. 15-111
  • FONSECA, Teotónio da (1987). O Concelho de Barcelos Aquém e Além-Cávado, volume II, p. 91-98
  • Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, vol. IV. Editorial Enciclopédia, p. 913
  • LIMA, Eglantine Morais, LIMA, Rui de Abreu de (1995). Artesanato Tradicional Português: Costa Verde, Vol. 1. [Lisboa]: Direcção Geral de Turismo/ Assoc. Industrial Portuguesa, p. 26
  • MAGALHÃES, M. M. Calvet de (1995). Bordados e Rendas de Portugal. Coleção Educativa, série N.º10.  Lisboa: Vega
  • PIRES, Ana et al. (2009). Fios, Formas e Memórias dos Tecidos, Rendas e Bordados. Lisboa: IEFP, p. 151-159
  • VIEIRA, José Augusto (1886). Minho Pitoresco, 2 Vols. Lisboa: Livraria António Maria Pereira

galeria

pontos de interesse

Maria Ermelinda Rodrigues

Artesão
Comércio

S. Miguel da Carreira, Barcelos

252 962 336

Maria Elisabete Dias

Artesão
Comércio

S. Miguel da Carreira, Barcelos

252 962 336

Maria da Glória Faria de Jesus

Artesão
Comércio

Cambeses, Barcelos

253 951 814

Casa da Criatividade de Barcelos

Oficina

Rua Fernando de Magalhães, nº106

4750-290 Barcelos

253 097 364

barcelos.creative.city@cm-barcelos.pt

Maria da Glória Araújo

Artesão
Comércio

Galegos (St.ª Maria), Barcelos

933 267 476